por josepaulopetry

22 fev 2016

Videoconferência: alternativa eficaz para o EAD multicampi

Videoconferência: alternativa eficaz para o EAD multicampi

A videoconferência está sendo incorporada em diversos segmentos profissionais. Já citamos aqui a teleaudiência, como um meio de reduzir custos no Poder Judiciário, a telemedicina para o apoio do médico especialista ao generalista e o atendimento via teleconferência. Hoje, vamos falar sobre o uso da videoconferência na educação, com transmissão capaz de atender simultaneamente mais um de campus.

Para garantir o sucesso da videoconferência em sala de aula é fundamental que a velocidade da transmissão seja rápida. Os especialistas da Teltec recomendam que o link tenha no mínimo 1 megabyte por segundo, para garantir a qualidade da transmissão de imagem e áudio. As novas tecnologias de compressão de vídeo, como o High Efficiency Video Coding, o H.265 também contribuem para otimizar a transmissão.

Benefícios da videoconferência no Ensino a Distância

Um estudo desenvolvido pela Fundação Sloan, na Universidade de Drexel, que aplica a videoconferência ao ensino, apontou que 85% dos alunos acreditam que tiveram mais acesso ao professor via videoconferência, do que nos cursos presenciais. A possibilidade de usar os recursos de informática para se comunicar, seja com professores ou com outros alunos, é apontada como um dos grandes benefícios da videoconferência. Por fim, os professores concluíram que os estudantes se dedicam 25% a mais nos cursos via videoconferência, aproveitando de forma produtiva o tempo que seria perdido nos deslocamentos.

A Universidade Federal do Pampa – Unipampa analisou a economia de recursos gerada pelo uso da videoconferência e concluiu que o que foi economizado somente no deslocamentos dos professores para ministrar aulas seria o equivalente ao percurso para dar três vezes a volta na terra. A videoconferência proporciona economia de tempo, combustível, horas de trabalho, além de contribuir com o meio ambiente, por meio da  redução na emissão de gases poluentes, como o dióxido de carbono, emitido pelos carros. A Unipampa considera a implantação da videoconferência fundamental para as universidades multicampi, principalmente quando a área de abrangência é geograficamente distante.  

Como funciona o Ensino a Distância Multicampi

O Ensino a Distância rompeu com as barreiras que dificultavam o acesso ao conhecimento, promovendo a capacitação de um número cada vez maior de profissionais. Para ampliar ainda mais a abrangência do Ensino a Distância, surgiram as estruturas multicampi, que utilizam uma única estrutura de videoconferência, para se conectar com estudantes em diversos campus e, por consequência, abranger mais regiões, inclusive algumas onde o ensino presencial não alcançaria.

A tecnologia para videoconferência e webconferência, com qualidade de som e imagem em tempo real, traz não só a possibilidade de realizar aulas conectando múltiplos campi, mas também seminários, workshops, conferências e até mesmo reuniões ou atividades para a formação e qualificação de equipes. O recurso traz inúmeros benefícios e justificam o investimento para montar a estrutura mínima necessária para a videoconferência.

A sua universidade já utiliza videoconferência para a conexão multicampi? Como tem sido a experiência? Compartilhe conosco as suas impressões.

 

Crédito de imagem: stokpic.com/CC



Acompanhe nossas novidades nas redes sociais!