por admin

09 jun 2021

4 passos para montar uma estratégia eficiente de migração para nuvem

Redução de custos, fluidez empresarial, agilizar o tempo de comercialização e permitir a expansão para novos mercados. A migração para nuvem, com uma estratégia planejada, pode oferecer uma gama de benefícios tecnológicos fundamentais para o crescimento de uma empresa.

Essa transformação deve ser planejada para proporcionar um melhor rendimento da migração para a nuvem.

Responder à pergunta “por que estamos migrando para a nuvem?” apenas justificando que “o conselho informou que devemos mudar para nuvem” pode ser muito pouco na hora de justificar as razões de migrar para cloud computing.

Então vamos elencar os 4 passos da estratégia para adoção da nuvem e serviços como o Microsoft Azure.

1- Pensar nas motivações de migrar para a nuvem

O questionamento em relação ao uso da cloud computing  é normal. É importante saber identificar e priorizar toda a variedade de motivações relacionadas à adoção da nuvem, até porque provavelmente várias dessas motivações se aplicam simultaneamente.

Com base nisso, você pode avaliar os possíveis impactos de cada uma delas. A equipe de adoção de nuvem deve atender a vários líderes de negócios usando a lista a seguir com o objetivo de entender quais dessas motivações são afetadas pelo esforço de adoção da nuvem.

Eventos comerciais críticos

Quando uma resposta a eventos de negócios críticos é a principal prioridade, é importante começar a migração antecipadamente, geralmente em paralelo com esforços de estratégia e planejamento. É preciso disposição para aprimorar os processos iterativamente, com base nas lições aprendidas.

Nesse cenário, as motivações podem ser:

  • Saída do data center;
  • Fusão, aquisição ou alienação;
  • Redução nas despesas de capital;
  • Fim do suporte para tecnologias críticas;
  • Resposta a alterações de conformidade regulatória;
  • Novos requisitos de soberania de dados;
  • Redução de interrupções, aprimoramento da estabilidade da TI;
  • Redução do volume de carbono.

Migração

As motivações de migração listadas abaixo são os motivos mais comuns para a adoção da nuvem:

  • Economia de custos;
  • Redução da complexidade técnica e fornecedores;
  • Otimização de operações internas;
  • Aumento da agilidade dos negócios;
  • Preparação para novas funcionalidades técnicas;
  • Escala conforme as demandas de mercado;
  • Escala conforme as demandas geográficas;
  • Integração de um portfólio de TI complexo.

Inovação

Quando a inovação é a prioridade, a estratégia e o planejamento exigem investimentos adicionais no início do processo. Tudo para garantir o equilíbrio no portfólio e o alinhamento inteligente do investimento feito durante a adoção da nuvem.

As motivações que mais se concentram em uma estratégia de inovação são:

  • Preparação ou desenvolvimento de novas funcionalidades técnicas;
  • Escala conforme as demandas de mercado e/ou demográficas;
  • Experiências e participações do cliente aprimoradas;
  • Transformação de produtos ou serviços;
  • Desestabilização do mercado com novos produtos ou serviços;
  • Ambientes de democratização e/ou autoatendimento;
  • Aprimoramento de experiências e participações do cliente;
  • Transformação de produtos ou serviços;
  • Desestabilização do mercado com novos produtos ou serviços;
  • Ambientes de democratização e/ou autoatendimento.

2- Definir o resultado final a ser alcançado  com a adoção da nuvem

Onde a empresa que chegar? É fundamental ter um panorama do resultado final de todo o processo. O foco no objetivo de negócios serve como bússola para uma jornada de transformação de sucesso. É importante entender que esses resultados finais estão ligados às vendas, liderança em finanças, marketing e recursos humanos.

O resultado financeiro é um dos que mais chamam a atenção de qualquer liderança. Incluímos também a agilidade dentro de um ambiente corporativo e a necessidade em conseguir atender e dar suporte aos clientes nas mais variadas situações, além de buscar um acréscimo no engajamento com clientes dentro de um mercado competitivo e globalizado.

Resultados de desempenho não podem faltar e a sustentabilidade está cada dia mais sendo discutida dentro das empresas. Cada um destes pontos deve ser analisado dentro de uma estratégia e durante a apresentação do projeto de migração para nuvem, como por exemplo a Microsoft Azure.

3- Criar uma justificativa de negócios para a migração para nuvem

A criação de um modelo financeiro alinhado aos resultados da migração para nuvem pode gerar retorno sobre o investimento inicial. Para evitar desalinhamentos no modelo financeiro é importante eliminar certos mitos sobre a adoção da nuvem.

Como por exemplo dizer que “a nuvem é mais barata”, quando na verdade isso vai depender dos controles de baixo custo, duplicação de processo e um custo alto da equipe. A boa notícia é que muitos destes problemas podem ser mitigados criando retorno em relação ao investimento inicial.

Outro mito é acreditar que “tudo deve entrar na nuvem”. É recomendável realizar uma análise quantitativa dos ativos da companhia (softwares, hardwares, sistemas operacionais). Uma análise do inventário pode identificar cargas de trabalho ou aplicativos que podem gerar custos mais altos na nuvem.

Após desmistificar os mitos, é a hora de trabalhar a fórmula para a justificação comercial que basicamente concentra-se no retorno do investimento associado à mudança técnica proposta.

Para saber qual o investimento na migração para nuvem, alguns provedores de nuvem oferecem uma calculadora para estimar o investimento em nuvem e custo-Delta. Assim ficará mais fácil para você escolher o melhor serviço para cloud computing.

4- Estruturar o primeiro projeto de adoção de nuvem

Mesmo dentro de equipes experientes, um planejamento adequado pode levar tempo, já que é necessário levar em conta a tomada de decisões de longo prazo, coleta e análise de dados, como também o alinhamento entre os participantes. O planejamento crescerá em paralelo com a adoção, melhorando a cada versão e migração de carga de trabalho para a nuvem.

A estrutura de adoção de nuvem para Microsoft Azure descreve processos estratégicos, como planejamento, preparação, gerenciamento de metodologias, habilidades técnicas, comerciais e operacionais. Algumas dessas habilidades podem vir do aprendizado direcionado, mas muitas delas são adquiridas com mais eficiência por meio de experiência prática.

Durante o projeto estabeleça uma mentalidade de crescimento que incentive a descoberta e crie oportunidades para que a equipe desenvolva as habilidades necessárias. Estabeleça entradas tangíveis ao plano.

Exemplos de primeiros projetos:

  • Continuidade dos negócios e recuperação de desastres (BCDR);
  • Não produção: Implantar uma instância de não produção de uma carga de trabalho;
  • Arquivo morto: Mover estes dados para a nuvem gera ganho rápido e sólido.

O sucesso de qualquer esforço de adoção de nuvem é definido pela visão de negócios. É importante que haja uma equipe técnica que esteja alinhada com metas e resultados. As motivações e resultados esperados com a adoção da nuvem devem estar documentados e servirão para justificar o esforço técnico.

Estabelecer métricas de aprendizagem de curto prazo também pode ser uma boa estratégia para mostrar o progresso de resultados de negócios de longo prazo.

A Teltec Solutions recebeu o prêmio Brazil Awards FY – na categoria Data Center Migration, da Microsoft. Entre em contato conosco para conversar sobre uma estratégia de migração para o seu negócio.

Quer acessar o conteúdo dos quatro passos na íntegra? Clique no banner abaixo!