por mktadmin

29 jul 2018

O que é Cloud Computing?

O que é Cloud Computing? O termo cloud computing é traduzido como computação em nuvem. Ele se refere à alocação de um espaço computacional virtual, como servidores, redes, armazenamento, banco de dados e até mesmo sistemas operacionais.

Esse serviço pode ser utilizado pelo usuário doméstico, que geralmente tem acesso às nuvens gratuitas, assim como grandes empresas. Essas últimas geralmente alocam suas operações em espaços virtuais especializados.

Entenda o que é cloud computing

Os espaços computacionais virtuais podem ser implementados de três formas: com nuvens públicas, privadas ou híbridas. Essa separação se refere ao compartilhamento (ou não) da infraestrutura de nuvem com outras empresas. Um serviço em nuvem também pode ter apenas um provedor, ou mais, tornando-se assim multiclouds.

Dentre os atributos mais marcantes de todas as formas de implementação da computação em nuvem está a sua escalabilidade. Ou seja, pode crescer conforme a demanda. Outra atribuição importante é a de ser capaz de atender a qualquer tipo de usuário que tenha a necessidade de espaço computacional para alocar parte ou toda a sua operação e base de dados. Ela é útil tanto para o usuário doméstico quanto para a empresa de grande porte.

Principais benefícios da cloud computing

Como explica Leonardo Becker, Gerente Comercial da Teltec, um dos principais benefícios de se aderir à nuvem é a redução dos custos. Sem serviços de Cloud, seria impossível que serviços de streaming como a Netflix, que disponibiliza sua gigantesca base de dados para mais de 100 milhões de usuários, sequer funcionasse.

A diferença crucial entre os recursos dispostos de modo tradicional, com hardware próprio, para os serviços de Cloud Computing, é de que os tradicionais são pouco escaláveis. Para alocar os dados dos usuários e tornar o negócio viável, seria preciso um investimento gigantesco para a compra de equipamentos e cabeamentos. Sem contar as equipes de TI para o gerenciamento, sistemas operacionais, segurança, etc.

Outra enorme diferença em relação às alocações tradicionais é a velocidade de instalação. Dispensadas todas as instalações e execuções, até mesmo grandes quantidades de dados ou recursos podem ser providenciadas em minutos. Com apenas alguns cliques.

A revolução da computação em nuvem

O que é cloud computing

Hoje vivemos na era da conexão full time. A Cloud Computing faz parte disso.

A Cloud Computing revolucionou o modo como nós nos relacionamos com a internet. Antes, éramos usuários passivos, com formas limitadas de acesso e com custos bastantes altos.

Com a Web 2.0, passamos a estar mais tempos conectados, maior velocidade e aumento do conteúdo existente. Com a Web 3.0, a chamada Web Inteligente, mudamos o patamar. Há uma conexão intrínseca entre o usuário e a rede, com a conexão e mobilidade e com atuação ativa na vida do usuário.

Migração para Cloud Computing

Becker explica ainda sobre a migração para Cloud Computing: “Nós, aqui da Teltec, fazemos um grupo de trabalho já para pensar na migração. Fazemos um design de High Level e um design de Low Level, para entender tudo o que precisa ser observado”.

A migração, quando bem estudada e planejada, é feita de modo a minimizar qualquer impacto sobre o atual ambiente do cliente. Além de ter um tempo bastante reduzido, ela ainda pode ser feita para que usuários sequer percebam que o serviço foi migrado. Tal o cuidado empregado.

Como escolher a melhor plataforma de cloud computing?

Existem diversos provedores de cloud computing no mercado. E, para escolher o que melhor se adequa às suas necessidades é necessário ponderar alguns itens.

  • Necessidades do seu negócio

Para migrar para a nuvem, é preciso estar atento às necessidades mais urgentes do seu negócio. O que é preciso que ocorra após a migração? A nuvem será pública ou híbrida? Você utilizará apenas um provedor ou mais de um? Isto deve ser considerado antes de escolher qual ou quais nuvens irão melhor atender o seu negócio.

  • Ambiente

Qual seu ambiente atual? Quais sistemas operacionais você utiliza? Em alguns casos, migrações para provedoras de produtos semelhantes ao que você já utiliza pode se provar mais vantajosa, tanto financeiramente quanto no momento da integração.

  • Preço

Verificar quais os preços e os modelos de precificação das provedoras, certamente, é uma boa ideia. Apesar de, praticamente, todas as provedoras precificarem seus serviços pela quantidade e tempo de uso, algumas diferenças podem acontecer. Por exemplo, enquanto a AWS e a Azure cobram por horas utilizadas, a Google Cloud cobra por minutos. Esse modelo também é conhecido como “Pay as you go”.

  • Qual o tipo do seu negócio?

Precisa de muito armazenamento para dados de máquinas industriais? Precisa de um Power BI com interface intuitiva para que os funcionários de seu escritório tenham fácil acesso? Tudo isto deve influenciar na sua escolha do melhor provedor de computação em nuvem.

Trilha de cloud computing: do básico à prática

Categorias



Acompanhe nossas novidades nas redes sociais!