por mktadmin

29 jul 2016

O que é Cloud Computing?

O que é Cloud Computing? Caso você não saiba, não se preocupe. Muita gente também se pergunta. O termo é traduzido como Computação em Nuvem, e é a alocação de um espaço computacional virtual, como servidores, redes, armazenamento, banco de dados e até mesmo sistemas operacionais. Uma característica forte, no entanto, é que também pode ser utilizada como um serviço.

A abrangência desse serviço vai desde o usuário doméstico, que geralmente tem acesso às nuvens gratuitas, às grandes empresas que alocam suas operações em espaços virtuais, em serviços especializados.

Dentre seus atributos mais marcantes, está o fato de que seu uso é escalável, ou seja, pode crescer conforme a demanda. Outra atribuição importante é a de que é capaz de atender a qualquer tipo de usuário que tenha a necessidade de espaço computacional – seja o usuário doméstico ou de grande porte -, que podem escolher alocar todas as suas operações e bases de dados em ambientes virtuais.

Entenda mais sobre Cloud Computing com o Coordenador Comercial da Teltec Solutions, Leonardo Becker:

A revolução da Cloud Computing

O que é cloud computing

Hoje vivemos na era da conexão full time. A Cloud Computing faz parte disso.

A Cloud Computing revolucionou o modo como nós nos relacionamos com a internet. Antes, éramos usuários passivos, com formas limitadas de acesso e com custos bastantes altos.

Com a Web 2.0, passamos a estar mais tempos conectados, com maior abertura ao acesso, maior velocidade e aumento do conteúdo existente. Com a Web 3.0, a chamada Web Inteligente, mudamos o patamar: há uma conexão intrínseca entre o usuário e a rede, com a conexão e mobilidade com atuação ativa na vida do usuário.

Vantagens da Cloud Computing

Para além de explicar o que é Cloud Computing, é preciso também explicar suas vantagens. Como explica Leonardo Becker, um dos principais benefícios é a redução dos custos ao se aderir a qualquer serviço em nuvem. Sem serviços de Cloud, seria impossível que serviços de streaming como a Netflix, que disponibiliza sua gigantesca base de dados para mais de 100 milhões de usuários, sequer funcionar.

A diferença crucial entre os recursos dispostos de modo tradicional, com hardware próprio, para os serviços de Cloud Computing, é de que ele é pouco escalável. Para alocar os dados dos usuários e tornar o negócio viável, seria preciso um investimento gigantesco para a compra de equipamentos, cabeamentos, equipes de TI para o gerenciamento, sistemas operacionais, segurança, etc.

Outra enorme diferença em relação às alocações tradicionais, é a velocidade de instalação de serviços de Cloud Computing. Dispensadas todas as instalações e execuções, até mesmo grande quantidade de dados ou recursos pode ser providenciada em minutos, com apenas alguns cliques.

Migração para Cloud Computing

Becker explica ainda, sobre a migração para Cloud Computing: “Nós, aqui da Teltec, já fazemos um grupo de trabalho já para pensar na migração. Fazemos um design de High Level e um design de Low Level, para entender tudo o que precisa ser observado”.

A migração, quando bem estudada e planejada por uma equipe técnica capacitada, é feita de modo a minimizar qualquer impacto sobre o atual ambiente do cliente. Além de ter um tempo bastante reduzido, ela ainda pode ser feita de modo que os usuários sequer percebam que o serviço foi migrado, tal o cuidado empregado.

Gostou do conteúdo? Saiba as diferenças e as vantagens das nuvens públicas, privadas, híbridas e multicloud neste post!

Trilha de cloud computing: do básico à prática

Categorias



Acompanhe nossas novidades nas redes sociais!